logo_isi

 

ISI ENGENHARIA E COMÉRCIO LTDA.

Sobre a Empresa

A história da ISI Engenharia, assim como a de muitas empresas brasileiras, é permeada e impulsionada por fatos importantes que marcaram a economia do Brasil. Criada em 1996, a empresa passou por períodos de expansão e retração e hoje segue firme e com metas audaciosas, de expandir seu mercado.

O Brasil da década de 70 era um país em crescimento. Após a construção de Brasília e a transferência do governo federal para aquela região, viveu-se no Brasil uma época de grandes obras. Já nos anos 1980 e 1990, houve uma redução sensível dos investimentos de engenharia. A década de 80 ficou conhecida, inclusive, não só no Brasil, mas em toda a América Latina, como a década perdida. A inflação assolava a economia e todos os esforços do governo estavam concentrados em domá-la. Os anos 1990 foram, por sua vez, dedicados à privatização de grandes companhias estatais.
Período de “hibernação”

Justamente no final da década de 90, entre junho de 1998, após dois anos de atuação, até o final de 1999, a ISI viveu um período de “hibernação”, segundo José Carlos Rafael, fundador da ISI ao lado de José Flávio dos Santos, ambos experientes engenheiros oriundos da Petrobras. “Durante cerca de um ano e meio não houve demanda para a empresa”, explica Rafael. Ainda em 1997, a empresa atuou com o Controltub, na Unidade 32 (U32) de Destilação à Vácuo, da RLAM, na Bahia. Cerca de 10 pessoas trabalhavam na ISI, nos primeiros anos da empresa, quando chegou a fechar quatro contratos de obras. Mas, chegou 1998 e tudo parou. A ISI também parou.

A partir de 2000, a ISI voltou a operar, com cinco profissionais, na ampliação da Fábrica de Fertilizantes (Fafem), na Bahia. Neste empreendimento, atuou no controle de fabricação e montagem de tubulação. No final de 2001, a empresa foi contratada para fazer o controle de fabricação e montagem de tubulação das plataformas de Barracuda (P43) e Caratinga (P48).
A era Lula

Também em 2001, a Petrobras assinou um termo de compromisso de reduzir a quantidade de enxofre na gasolina e no diesel, o que provocou a necessidade de um grande volume de obras em seis de suas refinarias, a partir de janeiro de 2002 até 2005. Nesse período, a ISI se revelou uma importante parceira da empresa petroleira e voltou a crescer, chegando ao final de 2005 com cerca de 50 colaboradores.

“Com Lula à frente da presidência do Brasil, a Petrobras passou a ter um forte incentivo, e o país entrou num período de ‘nacionalização das obras’, conta Rafael. Estabeleceu-se que as plataformas da Petrobras no País deveriam ter 65% de sua construção em solo brasileiro”, explica José Flávio.

Com as novas perspectivas de crescimento, a ISI resolveu dar um importante salto tecnológico, em 2003. A empresa criou, em Campinas, um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Sistemas, com o objetivo de modernizar e aplicar novas tecnologias de informática e novos sistemas e colocá-los a serviço de grandes empreendimentos de engenharia. Com isso, criaram sistemas “satélites” do Controltub, como o ISIPlan, o ISICQ, e o ISIMed e formaram o conjunto de sistemas de tubulação. O Controltub, base deste conjunto, criado e gerenciado pelos engenheiros José Carlos Rafael e José Flávio dos Santos quando ainda trabalhavam na Petrobras, foi patenteado e é de uso exclusivo da petroleira. Entretanto o know how, nele contido, bem como os outros sistemas de tubulação, cabe a seus criadores.

“Como ninguém sabia gerenciar o Controltub, quando saímos da Petrobras éramos constantemente convocados para dar consultoria sobre o sistema. Ao fundarmos a ISI, nosso primeiro objetivo era ter a Petrobras como cliente, justamente em função da nossa experiência com o Controltub e com sistemas de controle e gerenciamento de obras de engenharia, bem como na consultoria e assessoria técnica e gerencial da gestão de empreendimentos a partir da utilização de sistemas informatizados”, explicam os sócios da ISI, cuja sigla vem justamente do nome Implantação de Sistemas Informatizados.

Estabilidade e crescimento

Além das melhorias implementadas nos sistemas já existentes, o novo Centro de Pesquisa desenvolveu, logo que foi criado, em 2003, dois dos mais importantes produtos da ISI, o IsiPLAN e o IsiCQ. O braço da ISI em Campinas passou a criar novos produtos, voltados para todas as disciplinas de uma obra (civil, elétrica, instrumentação, montagem de equipamentos e comissionamento).

Em 2004, a ISI viveu um ano de estabilidade. Mas, a partir de 2005, com a forte política de investimentos da Petrobras em plataformas e canteiros de gasolina e de diesel, além de unidades de CQC, frutos do seu compromisso com a questão ambiental, o número de contratos da ISI aumentou. Com essas novas obras, a ISI entrou num período de grande crescimento, passando de 50 colaboradores, em 2006, para 170, no ano seguinte, e 320, em 2009.
Novas metas

O próximo passo da empresa é o lançamento do SCM, ainda em 2009. O novo sistema, que começou a ser desenvolvido em 2008, irá abrigar todos os sistemas da ISI num mesmo ambiente, padronizando-os e integrando-os, com o objetivo de gerar maior confiabilidade nos dados e oferecer mais segurança para o controle, medição e pagamentos. Seu foco é o gerenciamento completo da obra.

Agora, as metas da ISI são ampliar sua área de atuação. As perspectivas, segundo Rafael, são ótimas. “Queremos ser referência na implementação de sistemas de controle de empreendimentos de engenharia no segmento industrial, em todas as disciplinas, até 2015”, revelam os sócios.

 

Contato:

Sede – Salvador – BA
Av. Luiz Tarquínio Pontes, 2580 – Villas Trade Center – Sala 301 | CEP: 42700-000 | Lauro de Freitas-BA
Tel: 55 71 3289-3279 / Fax: 55 71 3289-3279

Escritório Regional Niteroi-RJ
Av. Prof. João Brasil, 241 – Fonseca | CEP: 24130-082 | Niterói-RJ
Fone: 55 21  2613-0547

Escritório Regional – Recife-PE
Av. Bernardo Vieira de Melo, 1650 – Ct. Cml. Market Place – Loja 28 | CEP: 54410-010 | Recife-PE
Fone: 55 81  3093-3276

Pesquisa e Desenvolvimento – São Paulo – Campinas
Rua Conceição, 233 – Sala 2004 | CEP: 13010-050 | Centro | Campinas-SP
Fone: (19) 3234.5311 | Fone: (19) 3236-6656

 

Site: www.isiengenharia.com.br